What's trying to happen here?

Something always happens. When we think we have it all in order, someone gets very sick, you loose the job or when you are finally stable financially, your romantic partner is not showing up or we again are facing the same patterned situations over and over. 

Reality is we are the CONSTANT here, CONDITIONS are always changing. We have these internal battles saying that somehow the world needs to be in a specific way, in order for us to feel good, whole, enough. 

However, as we progress into the journey and understand the impossibility that nothing will be 100% in the right place at the right time, it's when we start to realize that the actual project here is to MASTER ourselves. If I can find within myself the strength and the focus I need then I can control my own reaction to what is happening around me or in the world regardless the circumstances.

More deeply, what begins to happen is that one starts to have the feeling that we might not know everything. Is this job what I really need to make me a happier person? Is the person who I envisioned as my partner actually a good fit for me?  Aiming for that sensation of how I will be feeling when everything will be lined up in my life, is that when I'll finally feel whole?

We start to realize that most likely there's another force/power working here.  At some point, we start to notice this presence of another intelligence working. We enter in the state of the quest. That's when we start to ask:

 

What's trying to happen here?

 

Our conscious begins to be more subtle. We understand that it's not a matter of "I declare things should be this or that way". It's more about me gaining the mastery to cooperate with what's happening, instead of going around with your needs trying to impose your will. There is a FLOW and you're either are in it or you're either out of it.

The second part of this process is surrendering, with no resistance, for in resistance there is fear, there is lack, there is suffering. When we say " I can't control this" , we are surrendering the sense of ego and control to a sense of devotional relationship with a higher power and flow. When this starts to happen, it's when we begin to create the necessary harmony to restore. 

This concept is pretty basic and clear, it seems that we all understand it but it's the first one that goes out the window when the road gets bumpy with challenging times and yet it should be the first teaching we go back to when feeling the anxiety, the needing for control, the sensation of loss and confusion. Stop, connect with your breath, try to tune in with the universe and ask the question: What's trying to happen here? When you start to work with the flow of universe, you start to transcend your needs regarding this specific situation and let it go.

----

O que está tentando acontecer aqui?

Algo sempre acontece. Quando achamos que já está tudo em ordem, alguém de repente fica muito doente, você perde o trabalho ou quando finalmente está estável financeiramente, o parceiro romântico não aparece ou estamos novamente enfrentando as mesmas situações uma e outra vez.

A realidade é que nós somos a CONSTANTE aqui, as CONDIÇÕES estão sempre mudando. Temos essas batalhas internas que, de alguma forma, o mundo precisa estar / permanecer de uma maneira específica, para que possamos nos sentir bem, inteiros, suficientes.

No entanto, à medida que avançamos na jornada e compreendemos essa impossibilidade, que nada estará 100% no lugar certo no momento certo, é quando começamos a perceber que o objetivo na verdade é  SE CONHECER. Se eu posso encontrar dentro de mim mesmo, a força, a felicidade que eu preciso para poder controlar minha própria reação em relação ao que está acontecendo ao meu redor ou no mundo, independentemente das circunstâncias.

Mais profundamente, o que começa a acontecer é que começamos a entender que talvez não sabemos de tudo. Esse trabalho é o que eu realmente preciso para me tornar uma pessoa mais feliz? Essa pessoa que eu imagino seria um bom um parceiro para mim? Essa busca dessa sensação de como vou sentir quando tudo estiver alinhado na minha vida, é ai quando eu finalmente me sentirei completo?

Começamos a perceber que muito provavelmente há uma outra força / poder interagindo aqui. Às vezes, aprendemos com o sofrimento, às vezes aprendemos porque o que pensamos ser o pior realmente resultou em uma boa oportunidade.

Nós entramos no estado da missão. É quando começamos a perguntar:

 

O que está tentando acontecer aqui?

 

Nosso consciente começa a ser mais sutil. Entendemos que não é uma questão de " Eu declaro que as coisas devem ser assim ou assado". É mais sobre ganhar o domínio para cooperar com o que está acontecendo, em vez de ir pela vida com a sua lista  tentando impor sua vontade. Há um FLUXO e você está nele ou você está fora dele.

A segunda parte deste processo de fazer a pergunta é a parte do desapego, sem a resistência, pois na resistência há medo, há falta, há sofrimento. Quando dizemos "Não posso controlar isso", estamos entregando a sensação de ego e controle a um sentimento de relacionamento devocional com um poder superior, com esse fluxo. Quando isso começa a acontecer, é quando começamos a criar a harmonia necessária para restaurar e fluir.

Este conceito é bastante básico e claro, e todos nós parecemos entender, mas é o primeiro a ir pela janela quando as coisas ficam turbulentas, quando enfrentamos tempos desafiadores e, no entanto, deve ser o primeiro ensinamento ao qual voltamos quando sentimos a ansiedade, a necessidade de controle, sensação de perda e confusão chegando. Pare, conecte-se com sua respiração, tente sintonizar com o universo e faça a pergunta: O que está tentando acontecer aqui? - é quando você começa a trabalhar com o fluxo do universo, você começa a transcender suas necessidades com relação a esta situação específica e a entregar. 

Mari Chin